Logotipo Engetax

ELEVADOR

A nossa vida costuma ser tão corrida que não paramos para entender como funciona a tecnologia por trás de muitas das coisas que usamos com frequência, como se dá no caso dos elevadores. Já se perguntou como funciona esta invenção fantástica e útil, que permite que você suba ou desça de modo rápido e seguro os andares de um edifício? Descubra a seguir a resposta.

Para nos ajudar, utilizamos informações do site da Revista Mundo Estranho, especializada em perguntas e respostas (a matéria original você acessa aqui). Vamos então à resposta!

Como o elevador sabe o que fazer?

O funcionamento do elevador depende da programação de funções, como o cálculo do peso máximo suportado, a redução da velocidade ao se aproximar de um andar, o controle da abertura e fechamento das portas e a execução da rota mais econômica a ser seguida. Tudo isso, entre outras funções (que variam de acordo com o modelo), é regulado por um software no quadro de comando do elevador.

Como o elevador é sustentado?

O elevador é sustentado geralmente por 6 a 8 cabos de aço (cabos de tração), que ligam a cabina a um contrapeso feito por chapas de metal ou concreto, passando por uma polia que previne o desgaste do material. Caso um dos cabos se rompa, os demais sustentarão o peso da cabina.

E se todos os cabos de aço romperem?

Elisha Otis, o norte-americano responsável pela criação do elevador moderno, foi quem resolveu esse problema de segurança. A invenção do seu “molinete de segurança” preparou o caminho para o avançado sistema dos elevadores atuais. Na época, ele entrava em ação travando o elevador e impedindo uma queda trágica.

Hoje, caso ocorra o rompimento de todos os cabos de aço (algo pouco provável que aconteça), um sistema de freio entra em ação. A polia começa a girar mais rápido, ativando um regulador que a trava e aciona logo em seguida um conjunto de travas na cabina. Estas, por sua vez, prendem-se a trilhos dentados nas laterais do poço do elevador.

E se o sistema de freio também falhar?

Ainda assim, no fundo do poço do elevador existe um sistema de para-choques, com molas ou cilindros hidráulicos que impedem a cabina de colidir com o solo. Este amortecimento é brusco e só entrará em ação em casos de emergência ou se o excesso de peso na cabina provocar uma falha no motor.

Como funciona o contrapeso?

Ele utiliza o mesmo princípio de uma gangorra, pesando o equivalente a 40 ou 50% da capacidade máxima da cabina. Por isso, quando o elevador transporta o equivalente a 45% da sua capacidade máxima, gera-se equilíbrio no sistema e menos energia é necessária para o deslocamento. O mesmo aconteceria se você estivesse na gangorra com uma pessoa com um peso similar ao seu. Mas, se precisasse levantar uma pessoa mais pesada que você, mais força seria necessária.

Como a polia gira?

Um motor é o responsável por isso, possibilitando que os cabos de aço se movimentem para cima ou para baixo. Este motor pode estar na casa de máquinas ou sobre o contrapeso, considerando que existem vários tipos de elevadores e alguns não têm casa de máquinas.

Como as portas abrem e fecham?

Um motor menor independente é o responsável pela abertura e fechamento das portas, desde que o elevador esteja alinhado com o andar. E é apenas após o fechamento das portas que a cabina conseguirá se mover. Porém, as portas mais modernas são reguladas diretamente do quadro de comando, conforme já abordamos, e possuem sensores de movimento que evitam acidentes durante a entrada e a saída de passageiros.

 

Conheça abaixo os principais componentes e áreas do elevador.

 infografico-elevadores-condominio-credito-real

GOSTOU DAS INFORMAÇÕES? COMPARTILHE!

Lembre-se de que apenas especialistas têm o conhecimento técnico necessário sobre o funcionamento do elevador e estão aptos para realizar manutenções e agir em situações de emergência. Por isso, certifique-se de que seu edifício tenha uma empresa responsável pela manutenção preventiva mensal dos elevadores. Isso é um requisito legal!

FALE COM OS ESPECIALISTAS DA ENGETAX E MANTENHA SEUS ELEVADORES OPERANDO COM EFICIÊNCIA E SEGURANÇA!

 

Assinatura Blog 2